Home
Home
 
A Amônia foi descoberta por Priestley em 1774. Priestley preparou gás-amônia, reagindo sal amoníaco com cal virgem, recolhendo gás formado sobre mercúrio.

Berthollet, em 1784, decompôs o gás por meio de uma centelha elétrica, estabelecendo sua composição como sendo 3 (três) volumes de hidrogênio e 1 (um) volume de nitrogênio. Foi a primeira análise elementar da amônia que proporcionou o conhecimento da fórmula.

A primeira produção em escala industrial deu-se em 1913 na Alemanha, utilizando-se o processo Harber-Bosch. O processo de produção da amônia consiste essencialmente na reação entre o nitrogênio e o hidrogênio, sob elevada pressão e temperatura, na presença de catalisador, como indicado na seguinte equação:
    N2 + 3H2  2NH3
  Antes do advento da indústria de amônia sintética, a principal fonte desse derivado nitrogenado era constituída pelos gases provenientes da operação de coqueificação do carvão.

O nitrogênio utilizado na síntese da amônia é derivado do ar. Uma grande variedade de fontes, contudo, é usada para obter o nitrogênio exigido pelo processo.

Amônia

Nome químico de substância composta por um átomo de nitrogênio e três de hidrogênio: NH3

Amônia Anidra

  Nome comum ou comercial. subsiste no estado líquido sob baixas temperaturas ou pressões relativamente altas.

Tipos Comerciais

   A Amônia Anidra é consumida sob tres tipos distintos, às vezes associado ao nome amônia:
    
   a) Tipo comercial, usada como matéria-prima no processamento químico, aí concluindo
       os fertilizantes.

   
   b) Tipo Refrigeração, para fins de refrigeração ou uso em que seja necessário um índice maior
       de pureza.

   
   c) Tipo Metalúrgico, para a geração de ambientes redutores, na metalurgica.

Aplicações da Amônia

Uma das maiores aplicações da amônia é como veículo de nitrogênio, diretamente ou através de seus compostos, como fertilizantes.
    
Estas várias fontes de nitrogênio são uniformizadas segundo o teor contido de nitrogênio:

   
Soluções nitrogenadas e outros fertilizantes
   Acrilonitrila
   Hexametileno Diamina
   Amidas e nitrilas diversos
   Caprolactama

Aplicações / Uso Industrial

 

• Manufatura de ácido nítrico, explosivos, fibras sintéticas e material para refrigeração.
• Manufatura de explosivos.
• Na refrigeração de sistemas de compressão e absorção.
• Extração de certos metais como cobre, níquel e molibidênio de seus minérios.
• Controle de PH.
• Inibidor de corrosão nas refinarias de petróleo e plantas de gás natural.
• Na indústria da borracha para estabilização do látex natural e sintético.
• Combinado com cloro para purificação de água de abastecimento doméstico e industrial.
• Manufatura de farmacêuticos, loções, cosméticos, substâncias usadas na limpeza dentária,
  amônia para uso doméstico, detergentes e material de limpeza.
• Na indústria de fertilizantes para aplicação direta e como bloqueador na manufatura de soluções
  fertilizantes de nitrogênio, de uréia, nitrato de amônia, sulfato de amônia e fosfatos.
• Na produção de ácido nítrico e em fibras e plásticos industriais para a produção de acrilonitrila,
  hexametilenodiamina, tolueno e outros.
• Papel e celulose.
• Metalurgia.
• Alimentação de animais.
• Processo Solvay.
• Manufatura de Rayon.
• Manufatura de ácido sulfúrico (processo de câmaras).


Amostragem

A amostra de amônia anidra pode ser tomada em fase líquida ou gasosa. A tensão de vapor de amônia a 25° C é de 10 atm. e o recipiente da amônia é, em geral, metálico e previamente tarado.

  1   2   3 Próxima página »
Topo
  
A Empresa  |  Produtos  |  SAC  |  Localização  |  Contato  |  Trabalhe Conosco  |  Home

Copiright 2013 © QUIMITEC Webdesign: Eduardo Chalita